sexta-feira, abril 01, 2016

Cidadão, Móvel e Decibel

Posted by with No comments

Um cidadão do Estado de Direito Democrático entra no Banco e obriga a todos a ouvir a este diálogo, enquanto fala com alguém em linha.

Cidadão: "Djan sta na BCA, li na Plateau. Nben labanta kel cheki di oitenta e cinco contu!

Do outro lado: "Bu ta dura?

Cidadão: "Nau, ka teni alguem txeu, nta sai já...! Dipos nta bai panha carru ki sta trás di igreja. Nten ki bai faxi pamodi nka poi dinheru di parquimetru. Nóia di guentis propi pa pagas!

Do outro lado: "Dipos undi bu sta bai?

Cidadão: "Ntem ki passa na Caixa Económica pa labanta kel otu cem contu. Dipos nta bai Terra Branca. Bu kre pa panhau na caminhu?


Do outro lado: " Na Undi?"

Cidadão: "Na Shell di Txan di Areia". Moss, obi li. Kes Kusas ki guentis manda di Merca, ninhum ka sirbi minis..."

E, depois desta partilha de alto nível e no mais alto decibel, o cidadão desaparece.

Será que o camarada não merecia um casu body daqueles?
Reacções:

0 comentários: