sábado, setembro 12, 2015

Eco a Declives

Posted by with No comments


barragens transbordando
a conjugar o ano de azágua
 
o calendário em equilíbrio
no cabo das enxadas
 
as raizes nas mãos da lama
abrem a evidencia das flores
 

debaixo do sorriso do poeta
o mar engole a palavra - seca

Reacções:

0 comentários: