Facebook
O Son varia com a L´Atitude.

quinta-feira, janeiro 30, 2014

Case Study


Eis o Mapa da localização dos Empreendedores do CasuBodismo na região do Palmarejo. Aliás, é já sabido de todos. Este grupo de inovadores tem espandido rápidamente e pelos vistos estão a caminho de dominar todo o Bairro. E parece que o incentivo social para alargarem as suas acções são fortes.

Será que devemos esperar pelo próximo dilúvio?
Share:

Violência - Somos sérios Candidatos a Nº 1 no ranking


As notícias chocam.

A não reacção de sectores importantes também choca.
A passividade dos bairros e da sociedade também choca.

Ontem um tal vampiro à solta violou uma senhora, na sequência de acções em série.
Será que esperamos até todos os cidadãos deste País terem uma experiência trágica de violência para depois contratarmos um consultor externo para fazer um estudo, depois fazermos um workshop, depois fazermos um plano estratégico, depois mandar formar especialistas, depois fazermos task forces, para assim definirmos uma intervenção?

Senhor Presidente da Républica, Senhores do Governo, Senhores Deputados, Senhor Presidente da Câmara da Praia

Cabo Verde passou já todos os limites no capítulo da violência.
Em vez disso, este País devia ter uma máxima de TOLERÂNCIA ZERO para a violência, porque aqui a dignidade e a vida humanas contam.
A cidade tornou-se um espaço de MEDO!
Tenham a coragem de exigir as medidas que se impõem. Já!
Share:

terça-feira, janeiro 28, 2014

Dona Tututa - Eterna


06 de Janeiro de 1919 - 26 de Janeiro de 2014




Share:

segunda-feira, janeiro 27, 2014

Mito - Ex-Isle


"Nas vésperas de apresentar a sua primeira exposição nesse país, no âmbito do Festival “Fiesta Ventana” da comunidade latina que habita esse país continental, Mito Elias falou para a Rádio Morabeza do sentimento que o invade neste momento e da grande oportunidade de poder nessa longínqua passagem representar a cultura do país.

Com o título de "Ex_Isle", o artista explica o conceito da palavra que dá nome a essa sua primeira exposição, onde pretende expor um total de 14 quadros a representarem a identidade de Cabo Verde na terra dos aborigenes."


Entrevista com Mito.
"
Share:

quinta-feira, janeiro 23, 2014

Grammy - Mission

GRAMMY Foundation




Mission

The GRAMMY Foundation was established in 1989 to cultivate the understanding, appreciation and advancement of the contribution of recorded music to American culture — from the artistic and technical legends of the past to the still unimagined musical breakthroughs of future generations of music professionals. The Foundation accomplishes this mission through programs and activities that engage the music industry and cultural community as well as the general public. The Foundation works in partnership year-round with The Recording Academy to bring national attention to important issues such as the value and impact of music and arts education and the urgency of preserving our rich cultural heritage.


Vendo os acontecimentos recentes em relação ao CVMA 2014 é de se perguntar a real utilidade deste evento...!
Share:

terça-feira, janeiro 21, 2014

Renúncias CVMA - Uma resposta e tanto!

Conferência de Imprensa- 21 de Janeiro

January 21, 2014 at 4:58am
21 Janeiro 2014
Press 10/ CVMA14
Fonte: CVMA Facebook

Os Cabo Verde Music Awards foram criados para incentivar a indústria musical, para premiar o mérito e, acima de tudo, para mediatizar a música de Cabo Verde mostrando que o país de Cesária Évora é um país com uma enorme atividade produtiva em termos musicais e em todos os estilos.

Por estas razões o evento tem merecido o interesse de dezenas de órgãos de comunicação social em todo o mundo.
Os CVMA estão presentes em toda a comunidade nacional e internacional através das televisões, jornais, rádios, etc.

Trata-se de um evento organizado por uma produtora de eventos privada, mas que tem um caráter global e que foi classificado pelo Ministério da Cultura como “Evento de Interesse Manifestamente Cultural”.

Os Números:

Em três edições, 2011 a 2014 já foram Nomeados 130 artistas diferentes.
Todos os estilos musicais já foram premiados.
Quem não recorda a alegria e emoção das batucadeiras Tradison di Terra o ano passado? Da banda Splash?
Os fenómenos Cordas do Sol; Mirri Lobo; as lágrimas de Beto Dias e as palavras sentidas de Michel Montrond.

Quando recordamos esses momentos sabemos que estamos no caminho certo. Sabemos que o que importa não são os nomes, mas sim a música de Cabo Verde, no seu todo. Também sabemos que a seu tempo todos terão o seu lugar nos CVMA.

Levamos a cabo fortes campanhas de promoção dos artistas. Trazemo-los a Cabo Verde e criamos uma noite de Gala (em que a produção ultrapassa os 15 mil contos /ano) perante uma plateia que se levanta para os aplaudir.



As renúncias

- Mayra Andrade foi nomeada em 5 categorias no primeiro ano, veio à Gala CVMA. No final enviou um email ao presidente do júri Giordano Custódio manifestando que não mais estava disponível para o projeto CVMA.
CVMA respeitou e respeita a sua decisão.

- Djodje esteve nomeado em duas categorias no primeiro ano, numa categoria em 2013. Este ano aguardou o anúncio das nomeações, congratulou-as no seu Facebook e depois renunciou.

 -TL Dreamz aguardaram as nomeações na expectativa de que Undi da ki Panha fosse Música do Ano, no entanto, tal não aconteceu, portanto renunciaram às nomeações.

- Mika Mendes foi nomeado em duas categorias. Manifestou no seu facebook a alegria pelo acontecimento, enviou a sua biografia, as fotos oficiais, o nome completo para o bilhete de avião. Estranhamente veio renunciar por solidariedade a Djodje.

De notar que:

a)      nunca nenhum destes artistas em momento algum chegou perto da organização para dar o seu contributo para a melhoria do processo de votação dos CVMA;
b)      nenhum dos artistas que renunciou este ano procurou um encontro ou reunião com o júri e organização para tentar chegar a um entendimento;
c)      nenhum destes artistas invoca qualquer ponto do regulamento que não tenha sido cumprido.
d)      nenhum destes artistas manifestou o descrédito no projeto, antes das nomeações;
e)      no caso dos TLDreamz; Depois da conferência de Imprensa e de sentirmos as reivindicações do público, que é na verdade quem vota na Música do Ano, a organização e o júri ponderaram e estavam dispostos a abrir a categoria de Música do Ano a mais um nomeado, considerando assim o tema Undi da Ki Panha. Tendo em conta que essa categoria apenas é votada pelo público e que as votações ainda não tinham começado não haveria qualquer prejuízo para este nomeado. Esta solução foi comunicada aos TLDreamz que mesmo assim negaram.

Organização sempre esteve aberta a melhorias

A organização dos CVMA SEMPRE trabalhou, ano após ano para melhorar o evento e sempre teve aberta a todas as criticas construtivas:

- No primeiro ano as críticas vieram da diáspora- a organização no segundo ano criou Comissões Regionais de Nomeação para que a escolha fosse mais alargada.

- No segundo ano houve criticas relativamente à primazia da música tradicional, a organização aumentou o número de jurados e alargou as comissões regionais de um elemento para três, com especial preponderância para elementos mais jovens;

- No terceiro ano as críticas foram sobretudo a ausência de alguns fenómenos como o Zé Espanhol e outros artistas populares;
- No quarto ano a organização apresentou um novo corpo de jurados que equilibrou qualidade e popularidade e temos entre os nomeados músicos como Ló ou o Zé espanhol, mas também representantes da música mais erudita como o Trio Ricardo de Deus;

- Anualmente mudamos 50% do corpo de jurados e de dois em dois anos o Presidente do Júri.
Todos os jurados são pessoas profundamente conhecedoras do mundo da música, comunicadores, especialistas em áreas musicais. Portanto é com mágoa que vemos tantos insultos a personalidades como Djinho Barbosa; Teté Alhinho, Lúcia Cardoso, Giordano Custódio, Danilo Tavares, Mário Bettencourt, entre outros.

-Os membros das comissões regionais são ativistas culturais, organizadores de eventos e pessoas reconhecidas nas suas comunidades.

- O júri é sempre independente, a organização não assiste às reuniões de escolha dos nomeados e isso irá manter-se para bem da credibilidade do evento.
Respeitamos os júris e os seus critérios. Alguns valorizam mais a popularidade, outros a qualidade. Ambos são legítimos.

De lembrar também que, das comissões da diáspora chegam excelentes propostas musicais, óptimos trabalhos que não podem ser ignorados. CVMA não é só o que toca nas rádios de Cabo Verde, é um pouco de tudo.

Em 3 anos já tivemos 26 personalidades no júri e nas comissões regionais. Portanto declinamos qualquer acusação de haver um círculo vicioso nos CVMA.

No entanto é MUITO IMPORTANTE dizer que:

- para cada pessoa que aceita ser júri, existem 5 que negam;
- evitamos convidar managers pela sua ligação muito direta a certos artistas e quando chamamos managers ou pessoas próximas de potenciais nomeados salvaguardamos, em regulamento que esse elemento não pode votar sobre um trabalho ou artista com quem tenha essa proximidade;
- vários dj’s que nas redes sociais se dedicam a criticar os CVMA foram convidados para fazer parte do júri e negaram;
- o manager de um dos artistas que renunciou este ano também já foi convidado para fazer parte de uma das Comissões Regionais de Nomeação e negou.


Conclusões

GMS criou CVMA para celebrar a música. O ato de nomeação é acima de tudo um ato de homenagem e distinção. E não estar nomeado deveria significar um incentivo para que nos anos seguintes tal viesse a acontecer.
Infelizmente determinados artistas não pensam assim e estamos neste momento a discutir não quem está ou deixa de estar nomeado, mas quantas vezes e em que categorias se deve estar nomeado.
Tal facto leva-nos a determinadas questões:  “Será que os artistas estavam preparados para um prémio deste género? Será que estavam preparados para se aplaudirem uns aos outros, para celebrarem as vitórias alheias e aguardarem serenamente pela sua oportunidade? Mesmo que não concordassem?”
“Quando as nomeações acontecem noutros prémios, no estrangeiro, os artistas caboverdianos nomeados renunciam? Então porque viram as costas a uma distinção que vem das pessoas da sua terra ou da terra das suas raízes? CVMA é menos válido por ser nacional?”

A organização não vai ceder a pressões. Está sempre aberta a contributos, criticas construtivas e sobretudo ajudas. Mas nunca vamos conseguir agradar a todos.

Cabo Verde felizmente é um país de Talento; anualmente fazem-se trabalhos de excelência, mas infelizmente nem todos podem estar presentes. Também terá sempre de haver uma organização de jurados para decidir pela maioria, porque se a decisão for do povo sabemos que cada pessoa tem os seus nomeados e é impossível termos um consenso. Os CVMA têm de ter regras, como todos os outros projetos deste género.
Mas não há interesses escondidos!

Vamos continuar a trabalhar para que cada ano seja melhor, mas mantemos a nossa transparência e veracidade. Acreditamos que um dia CVMA vai chegar no patamar em que já é inquestionável e aceite por todos independentemente de se concordar com os nomeados ou não.
E desafiamos outras pessoas a criar mais eventos desta natureza. Com isso os músicos e a música sairão a ganhar.

Agora fechamos este capítulo. Há mais 42 nomeados que muito prezamos e vamos recebê-los como eles merecem.
Iremos manter o mesmo objetivo de ter uma bonita gala, com convidados de renome, com excelentes artistas nomeados, com jornalistas de muitos países e com um público que irá, uma vez mais, aplaudir a música de Cabo Verde.
Portanto estamos serenos e determinados no nosso trabalho.
Dia 08 de Março, dia Internacional da Mulher, vai ser sem dúvida uma noite inesquecível de homenagem à nossa Música.
Share:

Honra e Glória à Memória de Amilcar Cabral




...e o vento fez isto, quase que mandando um recado a todos...é lamentável esta honra que a nação presta ao fundador da nacionalidade.
Share:

quinta-feira, janeiro 16, 2014

Jenifer Solidade - Hit the Road Jack





:) Well Done! :)
Share:

quarta-feira, janeiro 15, 2014

Mente Perturbada


A propósito das nomeações do CVMA 2014, e pelo facto de eu ser um dos jurados, alguém deixou este comentário no Asemana.

Verdade!

15 Janeiro 2014 13:06


"Sara Alhinho melhor voz femenina!? Musica na Cabo verde dja caba. Tete Alhinho como Juri na Talentu Strela djuda Xiomara Barbosa (subrinha de djinho Barbosa que tambe e juri) ganha. Gossi e vez de Djinho Barbosa djunta cu Tete pa djuda Sara que e fidjo de Tete. Como ca stas sabi, es nomeia Banda de Ricardo (trio Ricardo Binga e N du) pa midjor Banda ao vivo. Ricardo e amigo de Djinho e Tete. E ta custuma companhaTete, Sara Alhinho (filha de Tete) e Xiomara (sobrinha de Djinho). Como e possivel nomeia um trio pa midjor Banda ao vivo si nem na Praia mas de 90 por cento nunca odjas ta atua? Djinho Barbosa foi Juri na premio orlando Pantera. Nhos advinha kenha que leba premio? ...Foi Xiomara Barbosa sobrinha de Djinho. Pena nisso tudo e pamode oto juri, stive Andrade e cego. Oto cusa: Tudo kes tres juris e preconceituosos. pa es musica bom e musica tradicional caboverdiana jazz, musica classica e blablabla. sendo assim e logico que um artista de zouk e otos generos ta parti na um patamar abaixo des kes otos que es gosta."

De facto Xiomara é minha sobrinha e Sara é filha da Teté Alhinho. Não fiz parte do juri do prémio Pantera, nem a Teté fez parte do juri Talento Strela quando a Xiomara ganhou.
Só um estado de perturbação mental é que permite tal proeza deste criolo que se acha o dono da verdade.
Share:

CVMA 2014 - Nomeações



Melhor Música do Ano
- Nelson Freitas -Bo tem Mel
- Neuza feat Michel Montrond -Trabessado
- Djodje feat Ferro Gaita -Um Segundo
Melhor Voz Feminina
- Ceuzany – Nha Vida
- Neuza- Flor di Bila
- Sara Alhinho- Mosaico
Melhor DJ
- Dj Brazão
- Dj Ileno
- Dj Nos Manera
Melhor Banda ao Vivo
- Domu Africa Domu Squad
- Gaita Ferro
- Trio N´Dú, Ricardo e Binga
Melhor Artista em Palco
- Bachart
- Ceuzany
- Grace Évora
Melhor Reggae/R&B e House
- Angel – dj Elvis feat Djox
- Djodje feat Ferro Gaita- Um segundo
- TLDreamz- Undi da ki Panha
Melhor Albúm Electrónico
- Elevate- Nelson Freitas
- Feedback- Djodje
- Press Play- TLDreamz
Melhor Rap/ Hip Hop
- Elji- Bazooka
- Elizender Devils- Errá pá Prendê
- Chachi Carvalho- Sabim Remix
Melhor Voz Masculina
- Dino d´Santiago
- Ló
- Tó Alves
Artista Revelação
- Dino de Santiago
- Neuza
- Sara Alhinho
Melhor Compositor
- Benvindo Cruz
- Tó Alves
- Tó Vieira

Site dos CVMA - www.cvma.cv
Share:

terça-feira, janeiro 14, 2014

A Guerrilha Interna


Continuamos a assistir uma guerra triste em Cabo Verde pela posse das datas e simbolos históricos.

Já estamos cansados disto e já é tempo da malta perceber que a energia deve ser posta no cuidar, no valorizar, e no divulgar de TODOS os marcos, momentos e homens que fizeram a história deste país.

Afinal nem são tantos assim!

Share:

quinta-feira, janeiro 09, 2014

Estado da Nação


O prémio Jornalismo 2013 na categoria de Imprensa Escrita não teve vencedor porque não houve concorrentes.

Isto é de loucos. De loucos! Como disse um amigo, é o jornalismo da fala.
Share:

quarta-feira, janeiro 08, 2014

2014


O que é que vamos ter de mais e de menos em 2014? 
Entre o Céu e o Mar
Entre o Son e o Silêncio
Entre Nada e Nós...
Share:

Detalhes


Algumas pessoas, apesar das suas funções, têm ainda sensiblidade para alinhar quadros pendurados.

"April 19, 2013

"The President was about to make a statement in the White House Briefing Room and noticed the photographs hanging on the wall in the Press Office were crooked. So he took matters into his own hands, straightening the pictures as Press Assistant Marie Aberger watched. Deputy Press Secretary works in his office in the background." (Official White House Photo by Pete Souza)" Fonte: http://www.whitehouse.gov/
Share:

Pesquisar neste blogue

Categories

Popular Posts

Blog Archive

Visitors

Copyright © O Son varia com a L´Atitude | Powered by Blogger
Design by SimpleWpThemes | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com | Distributed By Blogger Templates20