Nkrê un Son más Son...

quinta-feira, fevereiro 27, 2014

Nómadas da Luz - Eco Lúcia Cardoso


"Caçadores de electricidade, desesperados por energia…nómadas da luz… assim estamos nestes tempos.Vagueando de bairro em bairro á cáta da tão fugaz luz… teni na Tcháda? Dja bai na Bairro… dja ben na Palmarejo!! E a tensão é crescente...
Descrentes face ao mais básico: Hj go nu ta durmi na sukuro, nu pása dia ku lus!
De repente despertos para a dependência da electricidade e da sua forma de geração, diantes da aparente insolucionável questão da energia e impotentes face ao racionamento forçado.
Egoístas em mais uma necessidade de todos mas que se tornou somente acessível aos mais podedos: Ami sertu djan teni nha motor…
Mais uma vez cegos perante o isolamento mesquinho a que somos forçados com constantes condicionamentos e ideias fixas de escassez, de falta iminente de tudo… num estado de alarmismo constante que nos incita a abocanhar-nos um aos outros numa luta de desenrasque-se quem puder… pela água, pela luz, pelo trabalho, pelas ideias, pela vida…
O discurso que ouvimos, aceitamos aprendemos a acreditar e tristemente repetimos: (...) para incentivar a competição saudável e que nos impulsiona...
E cada vez somos indivíduos menos conscientes da sua força enquanto grupo e enquanto indivíduo pois há a pressão constante de ganhar, de se mostrar, se provar, se fazer...onde está o tempo para ser?... A resposta é sempre... não sei e não há tempo para pensar, porque em tempos de desespero a máxima é:
Kada um dá sê expediente…djobi kuzas pa vivi…
Agora eu pergunto: Vivi módi?... Vivi ku kenha… vivi na undi?"

Sem comentários:

Follow Us @soratemplates