quinta-feira, outubro 31, 2013

Pera aí, malta do Sapo!

Isto é o que vocês disseram nesta noticia:

"Khan Academy 

No âmbito de uma parceria com a ONG Khan Academy, o SAPO oferece gratuitamente explicações de matemática para alunos pré-universitários, com vídeos tutoriais de apoio na aprendizagem de geometria, cálculo, estatística e probabilidades. Estes vídeos acompanham o programa escolar nacional, aprovado pelo Ministério de Educação e Desporto. 


Porquê não dizer correctamente as coisas?

O Sapo não oferece as explicações gratuitamente. Quem as oferece, é sim a Khan Academy, e há muito tempo.

Aqui, o papel social da Sapo devia ser uma divulgação mais ampla deste conteúdo para ajudar a pais e crianças deste nosso crítico sistema educativo.

Já agora uma proposta, já que têm a tal parceria. Mandem um SMS para a vossa lista de móveis com o link www.khanacademy.org (que não fizeram na vossa notícia a propósito).

quarta-feira, outubro 30, 2013

Solidário com Cristiano Ronaldo sim!

terça-feira, outubro 29, 2013

A primavera das Arábias? - No Woman No Drive



segunda-feira, outubro 28, 2013

Vieram "txapar" os buracos do meu Boulevard - 2!


Em Novembro de 2012 vieram txapar os buracos do meu Boulevard. 
Hoje apareceram de novo para txapar. Em Novembro de 2014 voltarão para continuar a txapar. 
E vamos txapando até um dia...

Um pormenor: O Presidente da Câmara mora também no meu Boulevard...

sexta-feira, outubro 25, 2013

Hello Mr. Napoleon


Em 1798, Napoleão tomou a cidade do Cairo...


Em 2013, criança africana "viaja" para a Europa para retribuir visita a Napoleão...

terça-feira, outubro 22, 2013

Importação do verbo

"Narrativa" e "Arco do Poder" são as duas palavras recentemente adicionadas à lista do verbo especial da malta.

É assim na Metrópole!!!

segunda-feira, outubro 21, 2013

O Cluster Chinês


Para além do Palácio do Governo, Assembleia, Barragens, Estádio Nacional e outras obras, os Chineses que já ocuparam mais de 30% do Plateau, estão prestes a terminar mais uma obra marcante. Um elevador.

上帝保佑中國

Tragédia para o jantar


O nossos noticiários já abrem com uma sequência de tragédias. Assassinato, violação, acidente, e tudo o mais.

Parece que este é o modelo que melhor "regula" o contrato programa entre a emissora e o telespectador.
E já estamos a ficar todos acostumados.
Hoje à noite, vem mais uma sequência de tragédias.
É a banalização da violência feita de forma super eficaz.

Pontaria


Alguém manda tapar os buracos na estrada, exactamente ao meio dia.

sexta-feira, outubro 18, 2013

Zeca Nha Reinalda e Kim Alves


Não me lembro de ter visto nada recentemente que fosse tão sublime e criativo. Zeca Nha Reinalda e Kim Alves, no Kintal da Música. Voz e Violão. Público, palmas, arrepios e muitas memórias. A Cidade ainda tem destas coisas.

Boa crónica de Germano Almeida...


"Impossível não se dar conta desse grito que parece antecipar a revolta generalizada. O Poder persiste em ignorar o sentimento perverso que continua envenenando o povo do Mindelo. Um sentimento provocado não já por uma involuntária orfandade, mas antes por o que se considera um propositado abandono. Porque é isso que o povo de S. Vicente sente, que está abandonado pelo Poder desde a independência, mesmo sendo verdade que está abandonado desde há muito mais tempo.

Concorde-se ou não com o que se está a fazer nessas ilhas, sabemos já que papel o Sal, a Boa Vista, o Maio, Santiago, até o Fogo e Santo Antão, estão destinados a desempenhar no projecto de desenvolvimento de Cabo Verde. Mas sobre S. Vicente temos apenas ideias vagas, obras aleatórias, não se conhece um plano director, afora essa nova e algo estapafúrdia ideia dos cluster do mar e depois de terra e, ao que parece, também do ar e sabe-se lá que mais lugares.

De campo de pastagem, S. Vicente passou a porto carvoeiro. E depois disso, ninguém lhe descobriu até hoje uma nova vocação, mas uma vocação credível que vá para além desse navegar à vista que apenas tem servido para enterrar inumeráveis recursos. Ora é disso que se está à espera, que se estude interessada mas desapaixonadamente e se decida de uma vez por todas o destino de Mindelo e do seu porto. Já foi o pulmão por onde Cabo Verde respirava, mas no presente Mindelo serve para quê? É isso que precisamos saber, e compete aos nossos governantes começarem a pensar como estadistas e obterem as respostas que pedimos para o futuro da cidade e da ilha. Os mindelenses falam muito do passado porque é tudo quanto têm, diz a Fátima Bettencourt. É uma verdade lastimável, mas também é certo que o marasmo da cidade dura há mais de cem anos, sem uma única proposta séria de solução, sem uma única saída à vista.

Será, pois, muito bom que, para além do prazer da leitura, estas Crónicas do Mindeloajudem a uma reflexão geral sobre o futuro da cidade, sobre o destino da ilha. Quem sabe S. Vicente não tem condições de ser uma excelente ilha agrícola."

Germano Almeida em Esquinas do Tempo.

terça-feira, outubro 15, 2013

Quem dos nossos beberia Cicuta pela Democracia?


quinta-feira, outubro 03, 2013

Um Post para a Ministra da Educação

Ministra Fernanda Marques, quando tiver um tempo, antes de ir para o Conselho de Ministros, veja este video e depois conte aos seus colegas. Baralhe o Conselho com este tema. Baralhe o que se passa nas escolas a partir disto.

Uma grande oportunidade para si e para a educação em Cabo Verde.

terça-feira, outubro 01, 2013

Dia Internacional da Música


"Can you free yourself enough to be able to experience the reality of life as it goes on, before you and with you, and as you go on as part of it, or not?
Because if you can´t, you stand on square one until you die."

Roger Watters - Pink Floyd

Génios

Ficou evidente que a genialidade caboverdiana foi encarnada nestes ultimos dias por dois personagens, e que mereceram a mediática cobertura por todos os medias nacionais, com entrevistas e reportagens especiais.

O Sr. Severino, o homen da análise sobre a situação da violência e o estado "Gressives Pá" dos "Jovas", e por outro lado, o Kénio, vencedor do 1º Reality Show Casa do Líder são na verdade as figuras do momento.