Nkrê un Son más Son...

quinta-feira, janeiro 31, 2013

Regionalização


Sigo com interesse e atenção os textos que vêm saindo on line sobre a regionalização em Cabo Verde. Interessa-me sobretudo, na verdade, o tema reforma do Estado.

A meu ver o modelo, estrutura e organização do Estado e da Administração Pública merecem um debate para os dias de hoje e para os desafios futuros.

Os textos colocados deixam nas entrelinhas aspectos que parecem ser preocupantes, pois parecem nos induzir à leitura de que temos internamente um País Basco, como já se começa a defender, com língua própria, uma cultura própria, um povo particular e muitas vezes ainda, tenta-se passar a ideia de uma entidade tipo "Special One" e divina.

Pessoalmente quando vejo para a questão da regionalização, lembro-me imediatamente de que sou do interior da Ilha de Santiago, tenho irmãos Mindelenses e Salense, meu cunhado é de Santo Antão, meus primos directos estão no Fogo e tenho amigos de peito em quase todas as ilhas. Estas pessoas são todas cidadãos comuns que merecem ser respeitadas quando se formulam políticas públicas.
À priori sou forçado a pensar num "global in CV".


Cabo Verde de hoje não se compadece com objectivas para uma foto apenas. Uma lente mais matricial será necessária na abordagem desta questão tão importante.

O que se espera do pessoal que já está nas ruas lançando o "Movimento R", é pensarem a Regionalização como necessária sim, mas não olhando apenas para a região do seu umbigo.

Caso contrário, isto dará para o torto.

Sem comentários:

Follow Us @soratemplates