terça-feira, janeiro 31, 2012

Special One

Posted by with 2 comments

Li com interesse o bom texto do Margoso e o "especial São Vicente" que saiu no Jornal a Semana.

Confesso que, no caso do jornal, estava à espera de uma abordagem nova do "problema" de São Vicente, já que caras novas opinaram sobre a situação da ilha.

No entanto, acho que voltou uma vez mais a mesma forma de ver a questão e que em nada difere do que muitos já chamaram de "saudade" daquele Mindelo que era privilégio de apenas alguns locais. Inclusive com afirmações sobre as causas do declineo de São Vicente, que pessoalmente gostaria de ver pessoas entendidas a rebaterem.

Era o tal tempo que em termos nacionais, Mindelo era tipo Paris, ou seja uma cidade que produzia e consumia a sua própria luz e nunca se preocupou com a míngua que se passava no interior de Santiago, no Fogo ou no Maio.

Era o tal tempo em que era o único espaço nacional aonde se sabia o que era manteiga castelo, queijo flamengo, presunto, chocolate, pão, whisky, licores, chás, paté, maionese e outras delicias, montras, navios, luz eléctrica, alcatrão, repucho na praça, banda aos domingos...

A primeira vez que fui a Mindelo, vi meus primos a jogarem futebol todos equipados com uniforme à Benfica, vindo directamente de Portugal. Contei ao pessoal em Assomada, queriam me bater por acharem que era invenção de alguém "ki salta agu mar". Na vila era tipo "camisa contra sem camisa".

Dá a impressão de que há um pessoal de Mindelo que mantem um discurso que manipula o entendimento dos sanvicentinos sobre a sua realidade, induzindo uma lógica de espaço com privilégios próximos de divino e que não lhes permite pensar fora disso.
Mindelo de hoje é diferente. Não tem mais o privilégio de ser único. Terá de saber estar com Santo Antão à porta, com São Nicolau, Sal e Boavista que não mais pedem a abenção da fantasia Mindelense para andarem. Como disse um comerciante em Santo Antão, graças ao seu telemóvel, liga directamente para o fornecedor em Lisboa. Outros tempos!

Mindelo, esta cidade real e que encanta a todos nós, tem valor para vender a Cabo Verde e terá que descobrir qual é este negócio tão esperado. Pode estar em explorar o seu lado cosmopolita, no lobbying do seu potencial humano de peso e sua sobeja criatividade. Resta fazer um package disto tudo.

Com esta coisa de chorar o "tempo da gemada" em que o prato era único, nunca mais saimos desta.

Entretando, a questão do modelo de governação de Cabo Verde é agenda sim e talvez seja o nosso maior desafio. Não para resolver o caso "Mindelo como special one", pois a dor de Mindelo não é mais dor do que a da Brava. Mas para se resolver um problema que atinge a todos.

Kim Alves na Casa da Música

Posted by with No comments

A Casa da Música da Uni-CV tem o prazer de receber este artista para um momento especial, ao sabor de um chá. Um momento de conversa sobre o seu percurso musical, as suas composições e sobre o trabalho de produção desenvolvido por ele ao longo dos seus anos de carreira.

Data: terça-feira, 31 de Janeiro
Horário: 19h00
Local: Casa da Música da Uni-CV

segunda-feira, janeiro 30, 2012

Guilherme Arantes

Posted by with No comments

Vale a pena conhecer as harmonias deste músico brasileiro.

Rigor na TV

Posted by with 1 comment

Sai na TV tudo e mais alguma coisa, o que nos obriga a perguntar se há chefe de redação ou figura com responsabilidades do género.

Isto, por exemplo, saiu na TV Record:
"ADEI tem à sua desposição recursos...."

Trata-se de gralha ou erro? Há pessoas pagas para cuidarem disto? É tanto erro que isto parece já ter contornos de "crime de comunicação".
Não importa. Na democracia crioula não se pode cobrar nada de ninguém.


quinta-feira, janeiro 26, 2012

Liberdade de Expressão e Free Mijo

Posted by with No comments

1. Liberdade de expressão é o direito de manifestar livremente opiniões, ideias e pensamentos. É um conceito basilar nas democracias modernas nas quais a censura não tem respaldo moral. (Wikipedia)

2. Segundo esta notícia, Cabo Verde está entre os 10 do mundo num ranking sobre Liberdade de Imprensa (expressão?), juntamente com países como a Noruega, Finlândia, Estónia, Holanda, Áustria, Islândia, Luxemburgo e Suíça.

3. De saída do Estádio da Várzea num fim de tarde, vi a cena da foto e procurei um diálogo com o Caboverdiano.

Eu: Sócio, pamodi ki bu ta fazi xixi li na porta di stadiu?
Ele: Man, nsta ku xixi frontadu.
Eu: Abó si era na Stádiu da Luz bu ta fazeba xixi asi, logo na porta di entrada?
Ele: Anós nu sta na Cabu Verdi, num país livre. Cada um ta spressa módi ke krê.

Gostaria de saber como é que estes indicadores são contemplados para comporem o índice final para tal ranking. 

sexta-feira, janeiro 20, 2012

20 de Janeiro - Sugestão (3ª Vez)

Posted by with No comments

Que se institua um item nas programações do Estado e Governo de nome "Lavagem da Estátua de Amilcar Cabral". Jato de àgua no Amilcar...

O evento teria parada militar, honras de Estado, participação dos combatentes, escolas, juventude, população em geral e turistas.

Serviria ainda para limpar toda a àrea e manter "sempre fresca" a imagem do líder e símbolo maior desta nação.

Seria um show e o homem merece.

O Aeroporto da Praia - Recap

Posted by with No comments

As más línguas e bastidores da inteligência republicana estão a dizer que este post foi fundamental para o recuo do governo na decisão sobre o nome do Aeroporto da Praia.

Vai de novo!

O Aeroporto na Praia tem histórias mil. O novo por exemplo, nasceu pequeno e segundo consta houve muito "jogo contra" para que não saísse do papel.

Agora passa por um outro grande momento. A questão do nome. O Governo surpreendeu a todos e decidiu dar o nome de Nelson Mandela. Fiquei por horas a pensar nisso. Um grande nome. Mas, aí surgiu-me o seguinte: se o nome fosse Mário Cantinflas também iria dar no mesmo.

Ou seja, para esta sociedade praiense (?), parece ser indiferente.

E viva Mandela sempre.

quinta-feira, janeiro 19, 2012

Maldição

Posted by with No comments

Este gesto feio de Pepe, no jogo de ontem entre Real e Barça, causou a ira dos Deuses do Futebol.
Messi, representante legítimo na Terra, acabou com o jogo quase perto do fim.
É a arte e o prazer de jogar futebol contra a táctica pura.

quarta-feira, janeiro 18, 2012

Straight to the Point

Posted by with No comments

Simples. Hillary Clinton passa (não vem) por Cabo Verde pela segunda vez.
Mas a agenda é deles, não nossa.

Se a informação é correcta, Aristides Pereira foi o único Presidente de Cabo Verde recebido na Casa Branca. Já foi há algum tempo!

Mesmo assim. espero realmente que se tenha conseguido enfiar nossos interesses na agenda que é deles.

Pergunta ao PR, ao Governo, aos Magistrados, à Polícia e aos Jornalistas

Posted by with 2 comments

Porque é que em Cabo Verde, sobretudo neste momento em que a violência é já abertura do Jornal da Noite, mostra-se em destaque e sem limitações a cara das vítimas e NUNCA a dos agressores.

Qual é esta protecção especial que o tal Estado de Direito lhes garante?

Nós que sonhamos um dia ser Singapura, seria interessante conhecer o sistema que por lá. Mas há outros.
Já sei, alguém vai invocar os Direitos Humanos!
Enquanto isso, porque cá todos os dias morremos um pouco. Até o próximo Jornal da Noite.

terça-feira, janeiro 17, 2012

Mama Kuiba

Posted by with 1 comment
A RTP África emitiu ontem, directo de Luanda, o programa Reencontro, aproveitando a visita de um dos principais Ministros do Governo Português e reuniu num dos hotéis da Cidade sobretudo empresários e gente envolvida na promoção das relações entre os dois países.


De um lado e de outro houve uma certa gestão do "politicamente correcto". Portugal a procurar as suas melhores oportunidades num País claramente emergente e Angola e procurar a não dizer claramente que Portugal é para eles mais um parceiro.

Mas no meio de tudo isso, surge a personagem da noite: Mama Kuiba. Em poucos minutos, falou dela mesma, do povo angolano, das coisas e da alma de Angola.

Enfim, foi a pessoa mais genuína do encontro. Ela mesma disse: "Espero que este encontro não seja falso..."
Parece ter gelado a sala.


quarta-feira, janeiro 11, 2012

A Morna - Património

Posted by with No comments

Há um trabalho que podia começar já e que dependia apenas de nós.
Mas fazê-lo implica, assumirmos nós que a morna é, de facto, um património nacional.
Este TPC parece incontornável.

Já que se falou no Fado deixo aqui este link http://www.portaldofado.net/component/option,com_jmovies/Itemid,336/ para, quem sabe, nos ajudar a reflectir.

Parece pouco, não é? Pois é. Enquanto isso, tudo parece estar na cabeça de cada um!

Angelo Andrade na Casa da Música

Posted by with No comments


Audiação – Música Cubana: géneros, características e influências na Música de Cabo Verde


Data: 11 de Janeiro
Horário: 19h

terça-feira, janeiro 10, 2012

Mentalmente Pequenos

Posted by with No comments

Um mastro de 500 metros e uma bandeira enorme daria uma pinta dos canecos ao ilhéu de Santa Maria.

A travessia de manhã para hastear e à tarde para arriar a bandeira, poderia ser um produto a "vender" não só aqui como lá fora.

Quem compraria esta ideia?

Malan Bacai - (1947-2012)

Posted by with No comments

Um pouco da esperança para a Guiné-Bissau residia, segundo os entendidos, neste homem.
Esperemos que o esforço em vida para os consensos necessários na Republica irmã prevaleça.

quinta-feira, janeiro 05, 2012

Ponto de Equilibrio

Posted by with 1 comment

O que acaba de acontecer ontem com a Isaura Gomes em São Vicente e na Praia, o assassinato brutal de uma senhora de 70 anos, é mais do que evidência de que a Nação precisa de uma catarse colectiva.

O problema é, quem convoca?

quarta-feira, janeiro 04, 2012

Música de Fundo na Aurora Boreal

Posted by with No comments

C7M                             Fm/C  
Drão, o amor da gente é como um grão  
                 Am  Am7M  
Uma semente de ilusão  
                      Am7/9  
Tem que morrer pra germinar  
Ebo               Dm7/9  
Plantar n'algum lugar  
              C7+/9          E7/9-/13  
Ressucitar no chão nossa semeadura  
Am           Gm7          C7/9-  
Quem poderá fazer, aquele amor morrer  
F7M            Fm6  
Nossa caminha dura  
Fm7M     Fm6     Fm7M            C7M  Dm7/9  
Dura caminhada, pela estrada escura  


C7M                    Fm/C  
Drão não pense na separação  
                  Am   Am7M  
Não despedace o coração  
                    Am7/9  
O verdadeiro amor é vão  
Ebo          Dm7/9            C7+/9  
Entende-se infinito, imenso monolito  
          E7/9-/13  
Nossa arquitetura  
Am7          Gm7           C7/9-  
Quem poderá fazer, aquele amor morrer  
F7M             Fm6    Fm7M       Fm6  
Nossa caminha dura, cama de tatame  
Fm7M          C7M  Dm7/9  
Pela vida afora  


C7M                       Fm/C  
Drão os meninos são todos sãos  
                      Am  Am7M  
Os pecados são todos meus  
                     Am7/9  
Deus sabe a minha confissão  
Ebo            Dm7/9  
Não há o que perdoar  
                     C7+/9  
Por isso mesmo é que há   
                E7/9-/13  
De haver mais compaixão  
Am7          Gm7          C7/9-  
Quem poderá fazer, aquele amor morrer  
F7M                   Fm6  
Se o amor é como um grão  
Fm7M           Fm6  
Morre nasce trigo  
Fm7M        C7M   Dm7/9  
Vive morre pão  
C7M  
Drão, Drão

terça-feira, janeiro 03, 2012

Caminhos

Posted by with No comments

O vibe de 2012 vai ser a procura de um caminho.
Espero que o desenho dos astros neste ano seja útil pelo menos para nos fazer levantar a cabeça e olhar em frente, para encontros decentes e necessários. Encontros com os outros e com nós próprios.

Fekke ma ci bolle

Posted by with No comments

Youssou Ndour lança o seu  "Fekke ma ci bolle" (Estou envolvido). Quer a Presidência do seu País.
Que gesto é este deste grande icon e star Senegalês?