terça-feira, janeiro 25, 2011

Celebrando as 70 Vidas do Poeta Arménio Vieira


Há Partidos Locais?


A Constituição diz que não.


Artigo 57º
(Participação na organização do poder político - partidos políticos)

5. É proibida a constituição de partidos que:
a) Tenham âmbito regional ou local ou se proponham objectivos programáticos do mesmo âmbito;

Olho no lance minha gente!

segunda-feira, janeiro 24, 2011

Challenging the Candidates - 1


Qual dos Candidatos assumiria isto?

• 1. Não se vende terrenos a estrangeiros

a. Implica nacionalizar e alugar

• 2. A Nação precisa de 10 Senadores 

a. Implica refazer o parlamento e a forma de representação actual

• 3. O Governo de Cabo Verde pode governar com 5 Ministérios (Educação, Saúde, Justiça, Território e Infraestrutras e Relações Exteriores)

a. Implica reformar a Administração Pública e propor uma estrutura que Cabo Verde pode financiar

• 4. Directores Gerais não têm cor política

a. Implica ter coragem para impor o mérito e a competência

• 5. O Estado decreta tolerância zero para violência, a irresponsabilidade, a corrupção e o narcotráfico

a. Implica assumir o ónus da autoridade e coerção do Estado

• 6. Reduzir o número de Municípios (10 municípios?)

a. Implica dar marcha atrás nos Municípios criados (e claro, em todas as tais Cidades)



quinta-feira, janeiro 20, 2011

A regionalização da malta


Não é possível ficar-se tranquilo no sofá ouvindo o discurso de Onésimo Silveira sobre a regionalização e sobre a colonização da Praia.
Se tudo isto passar a ser aceite como normal, aproveito então para mandar um recado aos meus primos do Fogo para começarem a pensar na independência da ilha.

O homem declarou fome em SV quando a sul a fome é o pão de cada dia de milhares. Põe a tónica no isolamento quando a energia, água, saúde e educação apenas há dias chegaram para milhares deste lado.
A elite e sua representação que defende esta regionalização à medida, precisa conhecer não só o Norte mas também o Sul. É que a dor é a mesma estando a Barlavento ou a Sotavento.

Ou precisamos radicalizar neste assunto a sul?

quarta-feira, janeiro 19, 2011

Do Debate

Gostaria de poder ver um debate do debate dos dois candidatos.
Enquanto isso, para além das encenações que os debates envolvem, entendo que a música destas eleições deve ser capaz de ajudar a consolidar a entidade Estado e a democracia possível num arquipélago também candidato a país como Cabo Verde. E sem retrocessos.

A meu ver, este é o real problema do continente Africano. De Norte a Sul.

terça-feira, janeiro 18, 2011

Violência!


Uma das maiores vítimas de violência em Cabo Verde, é a língua portuguesa.
Tal violência está evidente na Administração Pública, nas Empresas, na Comunicação Social (Ui...aqui doi bedju propi), no falante comum e também neste blog.

Como resolver isto? Duas coisas. Investir na Língua Materna para além de se visitar recursos como o Cuidado com a Língua.

O Kriolo...muito para além da questão do K!



"Os factos linguísticos cuja procura motivou a minha ida a Cabo Verde eram os seguintes: por um lado, e com fins meramente descritivos, a realização das diversas expressões pronominais nas suas possíveis posições na frase, de modo a obter informação quanto à distribuição dos pronominais e das formas clíticas, podendo submeter estas aos testes previstos por Kayne (1975); por outro lado, procurava material linguístico que pudesse constituir evidência quanto ao parâmetro do sujeito nulo; procurava ainda material que pudesse constituir evidência quanto à realização nula do objecto directo em certos contextos de reflexividade, neste caso com o maior número possível de predicados, nos diversos graus de probabilidade no que respeita aos contextos reflexivos (predicados improvavelmente reflexivos, provavelmente reflexivos e inerentemente reflexivos).

Assim, uma parte dos dados que me propunha recolher podia ser obtida em situações de discurso espontâneo, gravando conversas entre os falantes que me parecessem menos sujeitos à influência do português. Mas uma parte substancial teria de ser obtida em entrevistas dirigidas. Tentando reduzir ao máximo os riscos de obter respostas “por simpatia” ou modificadas por hipercorrecção, usei dos cuidados seguintes: fazer perguntas abertas (do género “como é que se diz…?” em vez de “isto diz-se…, não é?”); fazer as mesmas perguntas a vários informantes, confrontando os resultados e usando depois para análise apenas aqueles em que não há contradição (por vezes a contradição é ela própria digna de nota, o que procurarei fazer na devida altura); fazer as mesmas perguntas aos mesmos informantes mais do que uma vez, em momentos diferentes; sempre que possível, procurar obter as frases em dúvida noutros contextos discursivos e a propósito de outro assunto. "

Fonte: Fernanda Pratas (Investigadora do Centro de Linguística da Universidade Nova de Lisboa)

quinta-feira, janeiro 06, 2011

One Love Peace Concert



Qual é o músico Kriolo, que teria suficiente crédito, à semelhança de Marley, para fazer um concerto e trazer os dois maiores líderes políticos destas eleições ao mesmo palco?

Para se "calibrar" as forças e apelar para uma campanha com classe, decência e sobretudo, com tolerância.

segunda-feira, janeiro 03, 2011

2011 - Ano Internacional da Química


Porque vamos precisar de muita química em 2011...

"O Ano Internacional da Química tem como meta promover, em âmbito mundial, o conhecimento e a educação química em todos os níveis. Além da celebração dos inúmeros benefícios da Química para a humanidade, o AIQtem como meta uma ação mundial sob o slogan CHEMISTRY FOR A BETTER WORLD (Química para um mundo melhor), coordenada pela UNESCO/IUPAC. Seu objetivo principal é a educação, em todos os níveis, e uma reflexão sobre o papel da Química na criação de um mundo sustentável."


Mais informação aqui.

sábado, janeiro 01, 2011

DivulgaSON


Neste espaço pretendo ajudar na divulgação de trabalhos realizados sobre a música de Cabo Verde, bem como de referências e fontes de utilidade sobre a música e a cultura.
Para isso, preciso não só ter na minha posse os trabalhos realizados ou suas referências na internet, assim como a autorização dos seus autores para fazer esta divulgação. O que for de domínio público vamos colocando.

Son di Santiagu conta com a colaboração de todos. Pela música!

Teses, Dissertações, Textos e Referências:
  1. Batuko, Património Imaterial de Cabo Verde. Percurso Histórico-Musical - Gláucia Nogueira, 2010.
  2. Campo Musical Cabo-verdiano na área metropolitana de Lisboa: Protoganistas, Identidades e Música Migrante - César Monteiro, 2009
  3. Kola San Jon, Música, Dança e Identidades Cabo-Verdianas - Ana Flávia Miguel 
  4. Creolization and Contemporary Pop Iconicity in Cape Verde - Edward Akintola 
  5. Quatro Estudos de Caso sobre a música e a identidade em Portugal, Cabo Verde, Moçambique e Brasil - Ana Flávia Miguel, Isabel Castro, Flávia Duarte Lanna e Alexander Duarte 
  6. A música Caboverdiana e seus olhares sobre a emigração - Juliana Braz Dias 
  7. A Origem da Morna e a originalidade Caboverdiana - Juliana Braz Dias 
  8. Reclaiming "Roots" for Cape Verde - Representations of Tabanka Festivals as sites of Cultural Contestation - Christina McMahon 
  9. Dancing at the Crossroads - Batuko, Community and Female Empowerment in Cape Verde West Africa - Sara Stranovsky 
  10. Cabo Verde / Brasil: Relações interculturais entre margens da língua e da literatura - Fátima Fernandes - Uni-CV 
  11. Reworking the Santiago Sound: A Cultural History of Badius Roots Music in Cape Verdean Diaspora - Susan Hurley-Glowa 
  12. Journey of a Badiu:The Story of Cape Verdean-American Musician Norberto Tavares
  13. Text by Marlon Bishop
  14. Texto de Herminaldo Brito sobre Jorge Barbosa
  15. Breve Historial sobre Todo Mundo Canta - Ney Fernandes
  16. Revista Brasileira de Estudos da Canção
  17. Ao Sábado - Blog do Elisangelo Ramos
  18. Música de Cabo Verde por Temas - Rui Machado 
  19. Os Pilares da Música Popular Brasileira e Cabo-Verdiana: Modinha, Lundu e Morna. - Fabiana Miraz de Freitas Grecco
  20. Tradição versus inovação na música em Cabo Verde: luta de gerações, espaços ou ideias? - Gláucia Nogueira
  21. Vasco Martins - Cabo Verde Ressonâncias - Trabalhos de Investigação
  22. Baluka Brazão e Geração Pantera
  23. Orlando Pantera - Hommage - Mic Dax
  24. Uni-CV Revista de Estudos Caboverdianos
  25. Uni-CV Revista de Ciência e Tecnologia
  26. Aspectos da Música cabo-verdiana Pós-independência - Documentário TCV 1999
  27. Mindelo Info - Letras de Músicas de Cabo Verde
  28. Na rota dinâmica do sincretismo: a mazurca, género musical cabo-verdiano - César Monteiro
  29. De Cesaria Evora à Zé Luis, la sodade capverdienne à l'honneur
  30. Jovens rappers indignados com Kaká Barbosa - A Nação
  31. Zé Henrique: O génio pacato do funaná lento - Teresa Sofia
  32. And the war begins - Rappers versus Kaká Barbosa - Blog Sintonia
  33. Música de Cabo Verde está falsificada – Paulino Vieira
  34. CVMA 2013 Prémio Carreira: O insuperável Zeca di Nha Reinalda
  35. As mornas de Francisco Xavier (B. Léza) como referência para a reconstituição da história psicossocial de Cabo Verde - Germano Lima
  36. Entrevista com Vasco Martins - João Branco
  37. Entrevista com Vasco Martins - Teresa Sofia
  38. Entrevista com Dr. Fragoso - A nossa língua é naturalmente oficializada
  39. Vasco Martins propõe data de nascimento de B.Léza para Dia Nacional da Morna
  40. Entrevista Lucia Cardoso no Discurso Directo - RCV
  41. Karnaval d’Intentason - Rosário da Luz
  42. Letras e Cifras - Trabalho de Humberto Ramos
  43. AME 2014 - Entrevista com Ministro Mário Lúcio
  44. Uma leitura do Romance O Escravo de José Evaristo d´Almeida
  45. Praia de Esperança: Por uma Cidade mais inclusiva - Texto de Crisanto Barros
  46. Sopinha de Alfabeto - Mito Elias
  47. Sopinha de Alfabeto - Ironia nas Artes Caboverdianas - Ricardo Riso
  48. Blog da Gláucia Nogueira

Legislação CV


Links de Interesse: