Lições da Política CVdiana

11:00 da manhã Angelo Barbosa 3 Comments



Interessante. 
As mesmas pessoas que em outros momentos admiraram ou mostraram carinho a Abraão Vicente, agora pelo facto de ele ter decidido exercer em pleno um direito constitucional seu, participando activamente nestas eleições, caem-lhe em cima não medindo até os meios.

Pessoalmente recebi um email, com um anexo da "Crónicas sem Fim Politika", publicado no A Nação, em que Vicente faz uma análise do cenário politico naquele momento.
Imagino que as pessoas estejam a pensar que poderão tirar dividendos com afirmações feitas ao longo do texto.
Mas a grande verdade a meu ver é que o documento é de uma análise que muitos graúdos políticos e analistas não fazem e não fizeram. 
A democracia mental deve crescer a ponto de podermos respeitar a coragem que é neste momento termos pessoas, sobretudo jovens, que decidem fazer política em Cabo Verde.

Se se espera abater o alvo por este documento, a pontaria foi mal feita minha gente. Mas isto é a minha opinião.

You Might Also Like

3 comments:

da caps disse...

gostei,
pela análise objectiva.

a verdade é que muitas das pessoas que se quiseram parecer moralistas e 'crescidas' dando lições e 'opiniães' são as que fazem estas figuras.

É aí que se vê a maturidade, política e não só.
Nesse aspecto meu caro, pelo que ora se vê, estamos a anos-luz daquilo que estivemos a propalar e a vender às Hilary Clintons e ao resto do mundo..

Sanpadjud disse...

O problema não é o Abrão na política. O problema são as afirmações que ele tem feito: ´JMN não consegue meter uma mulher em casa" é um dos exemplos do tipo de politica elevada que Abrão tem feito.
Outra linda frase que revela total desconhecimento do processo eleitoral: vou chamar os observadores internacionais. Dá vontade de rir, não sabe ele que já foram convidados.
É a baixesa que tem incomodado as pessoas, em referência ao JMN são umas atrás das outras e todas ligadas à vida pessoal.

Anónimo disse...

Problema é que ael é alinha e bende cabeça i anhos ki ta da pa intelectual e iluminados nhos ca cre esclarece(nu) me bende me!

Latraios ta dispista, abraao enjoa a mi ki ta atxaba el jovem lucido. 2 conberso e infantil historia de observador internacional é pura ignorancia! quem diria abraao? Menino mimado ki cre riquisse?