sexta-feira, outubro 15, 2010

Kreol

Posted by with 6 comments
Pode haver muito para ser dito sobre o disco, mas para mim há sim muito para se ouvir.
Mário, consolida com este trabalho o que considero, o diferencia de todos. Há uma preocupação com a música, mas sobretudo com a estética.

As músicas têm gosto e têm cor. E têm sobretudo alma e movimento. Claro, fora genialidade consagrados planetários como Milton e Pablo Milanês.
Por isso, merece uma audição nacional. O que não estou certo que vá ter.

O que não gostei? Talvez, Mar Azul...

Parabéns, Mário por esta grande obra.

E já agora, Mar di Tarrafal...

MAR DI TARRAFAL (feat. Milton Nascimento)

A – A9

A
Fonte de agua
G#m7
Boca de espuma
D9
Ronco acordado
A9
Ferbura frio
Bm
Corpo esculpido
C#m
Ancas de moças
D9
Ossos de bedjos
A9 E
Paraiso vira-latas
E A9
Mar di Tarrafal

Ceu di palbessa
Voo rastero
Renda branca
Saiona azul
Spanto de menino
Concha de quidja
Modjado eterno
Paraíso vira-lata

Mar di Tarrafal
A A9 A
Conforme maré
Conforme maré
Reacções:

6 comentários:

da caps disse...

"Por isso, merece uma audição nacional. O que não estou certo que vá ter."

Independentemente do que se pensa da obra (e do artista), há que respeitar gostos de cada kual, e consequantemente, da maioria..
O que não estou certo que acontece, pelo menos pelos nossos 'críticos de ouvido de cristal'..

Tchale Figueira disse...

É verdade Djinho um belo disco do meu Compadre.

Tens razão!! Mar Azul é o elo mais fraco, mas em geral o disco está bem concebido. Como não é para Rabolâ kadera não ira ser muito divulgado na nossa praça. AI PAXENXA!!!

ABRAÇO

Canto da Boca disse...

Vou tentar ouvir, via net, ou alguma rádio on line (será que consigo?).
Concordo contigo sobre as músicas de Cabo Verde, das gentes, dos musicistas caboverdianos, no geral, terem gosto, cor, sabor, movimento e, sobretudo, alma!

;)

JB disse...

"Mar Azul", porque não? Olha, eu chorei na FNAC ao ouvir o ML a interpretar esta belíssima morna. O disco é do melhor que já se fez na música de Cabo Verde.

Anónimo disse...

O Djinho tem de argumentar melhor o porquê de não gostar do "Mar Azul", ok? Claro que a primeira versão é única. No entanto, espero que não seja por motivações "bairristas". Esta minha inferência decorre do teu silêncio ou omissão no argumento de não gostar desta versão do "Mar Azul".
E, claro, parabéns ao Mário Lúcio.
Abel Soares.

Djinho Barbosa disse...

Caro Abel Soares, não tenho que argumentar nada e não quer levar isto muito longe.

A Cesária "não cantou" neste tema e não acho que o Mário tem uma performance por aí além neste tema.
Minha opinião, claro.

Quanto à questão de Bairrismo meu caro...eu sou caboverdeano, conheço todos os cantos das ilhas...

Hasta siempre!