sexta-feira, setembro 28, 2007

Curso de Empreendedorismo!


Enquanto o governo de Cabo Verde não descobre a formula para efectivamente agir com programas concretos para passarmos todos a empreendedores e homens de negócio, a solução parece estar a correr já solta pelos lados do PAIOL DOS COQUEIROS perto do mercado do PAIOL. No TEMPLO MAIOR.

O marketing do curso é letal. O curso é baseado na técnica do Rei Salomão, que segundo o pastor é o rico dos ricos. De ontem, de hoje e de sempre por utilizar os ensinamentos de Deus para se enriquecer. A disciplina central é uma tal reunião de CONQUISTAS FINANCEIRAS. Um verdadeiro “case study”, em que o pastor passa os ensinamentos do Rei Salomão e o cidadão faz o seu depoimento sobre como a sua vida mudou.

Aliás, esta autêntica universidade “livre”, que é o TEMPLO MAIOR tem dado um show em matéria de cursos. Há o “Dia de Ouro”, o “Banho do Óleo Sagrado”, “Terapia da Família”, “Ajuda Espiritual” e outros.

Veja mais em http://www.templomaior.cv/.

Enfim, um verdadeiro caso de cultura e de policia!

quinta-feira, setembro 27, 2007

Tra Rabu Tra!


Surge a mais recente "inovação" musical em Cabo Verde, mais precisamente segundo parece na zona de Ponta d´Agu.
O nome deste estilo é Tra Rabu e o hit de mesmo nome (Tra Rabu Tra) que abunda nas FMs locais tem tocado de manhâ à noite. Qual quê, 24 sobre 24.

A pesquisa da malta que criou a obra parece ter ficado entre Batida, Zouk, KuDuro, Deka e outros.

What a fusion!
Há gosto para tudo. Eu tenho procurado desviar o ouvido do Tra Rabu mesmo com o bombardeio.

Coragem vs Atitude!



Admiro a coragem e atitude dos monges da Birmania.
Estão a morrer para terem luz.

Será que nós aqui não brigamos este bem fundamental por não sermos todos monges budistas?

terça-feira, setembro 25, 2007

Definição da Luz!


"A luz na forma como a conhecemos é uma gama de comprimentos de onda a que o olho humano é sensível. Trata-se de uma radiação electromagnética pulsante ou num sentido mais geral, qualquer radiação electromagnética que se situa entre as radiações infravermelhas e as radiações ultravioletas. As três grandezas físicas básicas da luz (e de toda a radiação electromagnética) são: brilho (ou amplitude), cor (ou frequência), e polarização (ou ângulo de vibração). Devido à dualidade onda-partícula, a luz exibe simultaneamente propriedades de ondas e partículas.

Um raio de luz é a representação da trajetória da luz em determinado espaço, e sua representação indica de onde a luz sai (fonte) e para onde ela se dirige. O conceito de raio de luz foi introduzido por Alhazen. Propagando-se em meio homogêneo, a luz sempre percorre trajetórias retilíneas; somente em meios não-homogêneos é que a luz pode descrever "curva".

Em sentido figurado significa esclarecer ou fazer algo compreensível. "

Fonte: Wikipedia

Estou sem luz para perceber mais este apagão.

Sagrado Feminino!


Ao que parece há um complôt feminino para por as actividades culturais nos eixos aqui na capital.
A nova embaixadora do Brasil vêm com contentores de ordens e vontade para "fazer coisas" e criar um Centro de Estudos Brasileiros. Por outro lado, a nova directora do Centro Cultural Francês, que por sinal vem de São Paulo - Brasil, vem dar uma mãozinha cultural à nossa tapadinha.

Que a Electra ajude às duas, pois garra para fazer acredito que trazem.

Mando à Merda!


"Mensagens de desespero "solando" pela guitarra imobilizada...
Mando à merda e tudo o que restar é a minha música, o meu coração cheio de esperanças loucas".

Eileenistico, extracto conto página 119.


Hello Eileen, este é o meu conto.
Li-o na tua Soncent num fim de semana destes.
Perguntei por ti mas naquele bairro não conheciam a morada da criola que virou "nome de livro".
Queria deixar-te um Trás di Son para também passares a conhecer os meus desesperos com música.

Fica para a próxima.
Boa estadia pelo norte acima, que por aqui na Capital - Praia de Cabo Verde a sul vamos sem luz e talvez sem vontade dela.

quarta-feira, setembro 19, 2007

Jovem com outro J!



Um jovem com uma atitude para além de ilheu!
Há vários anos atrás o meu irmão Cheto falou-me do Waldir de uma forma que me deixou impressionado. “O Waldir é um cientista”.

Tive a oportunidade de o conhecer ainda garoto. Depois foi estudar e nunca mais o vi. Tenho acompanhado de certa forma os textos que o Waldir escreve no Artiletra.

Também mantém na Internet várias janelas, entre as quais um espaço aonde publica os seus textos. Tenho uma admiração por este caboverdiano do Sal que vive a inquietude dos dias através de um pensar inteligente sobre problemas de vária ordem.

O Waldir marca uma diferença enorme dentro deste partido chamado “Jovem”. Se quiserem saber porquê dêem uma vista de olhos no que ele tem escrito.

Jovem com outro J!


Um jovem com uma atitude para além de ilheu!
Há vários anos atrás o meu irmão Cheto falou-me do Waldir de uma forma que me deixou impressionado. “O Waldir é um cientista”.

Tive a oportunidade de o conhecer ainda garoto. Depois foi estudar e nunca mais o vi. Tenho acompanhado de certa forma os textos que o Waldir escreve no Artiletra.

Também mantém na Internet várias janelas, entre as quais um espaço aonde publica os seus textos. Tenho uma admiração por este caboverdiano do Sal que vive a inquietude dos dias através de um pensar inteligente sobre problemas de vária ordem.
O Waldir marca uma diferença enorme dentro deste partido chamado “Jovem”. Se quiserem saber porquê dêem uma vista de olhos no que ele tem escrito.

Criolo, Datas e Vontade Politica!


Colóquio Linguístico de Mindelo - 1979.

O ALUPEC foi aprovado - 20 de Julho de 1998

Em 2005, O ALUPEC foi reconhecido[4] pelo governo de Cabo Verde como sistema viável para a escrita do cabo-verdiano, sendo até à data, o único oficialmente reconhecido pelo mesmo governo. Apesar de ser o único oficialmente reconhecido, a mesma lei permite o uso de outros modelos de escrita, «desde que apresentados de forma sistematizada e científica».

Fonte: Wikipedia

terça-feira, setembro 18, 2007

Hello Mayra (II)!


Mayra, fui ao auditório para mais um concerto teu.


Cheguei, escolhi uma posição que entendi boa no fundo da sala para "OUVIR". Fiquei de pé. Esperava o teu show.
Maravilha de concerto e de som.
Foste rocky, djazzy mas "finkadu na raíz". Uma voz que está a navegar certo para um timbre cortante e que se coloca sempre como uma escala afinadissima.
Senti que navegas e comandas o barco. Sobretudo determinando para onde ele vai. O pedido para parar o "Lua" porque "keli ka ta pa ser ramendadu" foi notório disso.


"Kem ki Bem ki Ta Bai". Inteligência em adicionar este tema balançado do Kim di Santiagu.
Não posso deixar de falar do "Navega".
Este tema vai te levar a vários mundos e de certeza vai te ajudar a recriar a ti mesma como artista.
Para terminar, no dia seguinte ao teu show de concerto, saí para ver o que os jornais da praça diziam, aliás como acontece em qualquer capital do mundo...enfim!
Um concerto digno de (primeira) página.
Sucessos sempre. E volte sempre.

quinta-feira, setembro 13, 2007

Um amante das coisas belas da vida... !


O blog do Paulino Dias irradia um ser feliz chamado caboverdiano. Navegando nos textos e imagens deste cidadão de Santo Antão percebe-se um lado verde da sua alma e de seu povo.

Curioso... Vêm-me à memória o texto do Mário Lúcio (fantástico) que diz "recentemente, foi uma ONG americana do norte que publicou um estudo sobre os países mais felizes do mundo.
Conclusão: Cabo Verde nem aparece, o Brasil está lá pela casa quarenta e quatro. Vanuatu em primeiro lugar, e Cuba à frente do Japão."

Pois é Paulino, escreve intensamente com este teu lado único.
Para o bem da leveza de espirito necessária todos os dias! Para sermos felizes um dia!

quarta-feira, setembro 12, 2007

Há pessoas que trazem a História!


Fiquei a saber, através do meu amigo João Vieira, que o pai estava a fazer umas "incursões silenciosas" no mundo do blog.

O Sr. Daniel Vieira, é um homem discreto e que hoje procura disfrutar de algum prazer que a Pracinha da Escola Grande oferece, "papiando" com seus amigos e conhecidos.

Dado à trajetória da familia a que pertence (Os Vieira da Assomada) tem de certeza muitas histórias para contar. Muitas delas o Sr. Vieira conta através de poemas ou de pequenos textos que escreve no http://www.boaentrada.blogspot.com/.

Deixo assim, um olhar seu sobre um problema da cidade hoje.

COITADOS DA RUA
I
Coitados da rua
Ou alma penada
Podem estar nua
Por falta danada
II
Fazem no por gosto
Ou é o destino
Sofrem desgosto
Com muito atino
III
Todos reclamam
Dos pobres coitados
Mas ninguém se clama
Pelos pobres danados
IV
São sofredores
Ou fazem de caso
Como os malfeitores
Que provocam atrasos
V
São tão dementes
Ou coisa aparente
Vem das sementes
E reproduzem bastantes
VI
Andam sujos e rotos
Tão aporcalhados
Fazem no por gosto
Ou pelo desgosto
VII
São almas assombradas
Ou gente abandonadas
Que vem pela cala
Toda desanimada
VIII
Outros são bêbados
Com muita folia
Tão abismados
Com muita fúria
IX
Gritam ou dançam
Com a mesma força
Todos se espantam
Como uma corça
X
São doidos varridos
Ou mesmo perdidos
Parecem perversos
Com caras de avesso
XI
São mesmo da rua
Ali se pactuam
Com grande aversão
Deles que lá estão
XII
Gente bandalha
Ou mesmo espantalho
Aborrecem a todos
Quando estão bêbados
XIII
Ponto final
É coisa a fazer
Esquece-los de vez
Sem dar um sinal

Danvy, 26.2.07

Mayra na sua Praia!


Mayra vai fazer mais um concerto aqui entre nós.


Fico contente com a iniciativa e com mais este regresso da voz de Mayra.
Este país deve aprender a ter concertos de nivel internacional. Também para criar audição e bom gosto pela música.


Artistas como Mayra, Tcheca, Hernany e outros tantos vão ser decisivos para a criação de uma nova geração de público caboverdiano. Gente que vai a espectáculos para consumir a arte de fazer boa música.


Volte sempre que puderes Mayra. Ajude a criar este público.
Estás terrivelmente estilosa no cartaz da publicidade do show.
Bom concerto e sucessos sempre.

terça-feira, setembro 11, 2007

Um Abraçu di Santiagu na Mindelo!


Passei o fim de semana na bonita Mindelo.

Fui com o "mind set" de fazer uma visita especial e de, também, fazer uma oferta especial.

Bati à porta do grande caboverdiano Manel D´Novas.

De uma simpatia fora do comum, este homem de uma simplicidade ímpar me recebeu na sua sala.

Apresentei-me, claro, como irmão do Kaká Barbosa.

"Kaká? nha grande amigue. Nô falá gós tordia".

Entreguei um "Trás di Son" a este homem da lírica caboverdiana e senti uma felicidade enorme. É que no disco o Kaká faz-lhe uma sincera homenagem no "Tributo a Manuel D´Novas".

O tributo deixa este sentimento:


TRIBUTU A MANEL D´NOVAS

Música e Letra: Kaká Barbosa
Arranjos: Djinho e Kaká Barbosa


Ka ten rikeza
k´ta korompê ês nha amizade
k´un ten pa bô
nem temporal
ke t´abaláês nha razon tão forte
ês mund´aoje ta tchêu stresode
inserteza tambê ê pa tud banda
má ind´asin nha fé ê grande nês peite kansode

má gratidão el bnite el ê sab
ês kansão ê un vazu di luz
pa lumia strada klore
d´nos amizade

nh´armon sin k´mo bô
um amor terra infeitisam
pa kumpri k´dor y paixão
nos sina sabe y margoz
distinu di kriol
oli meus na bôs brose
nha melodia ês poesia
nha tributu
un abraçu di Santiagu
sima sê mar di lua cheia
tonte forte ke ta kalenta
tonte grande k´ta stremesse
nun sentir tão profundu
des nha voz speransoze

kantu strela koba na céu si luz
kantu ventu txobe na pedra si dor
na ilha altar di nos kruz
Son di terra da batuku
morna
funaná
nos dor

kantu fé n´odju di seka ê moredu
kantu duedu é razon di nos dor
odja bai na nos xintidu mordedu
pa da suk´alma di nos poesia
nos melodia
nos amor

Muita saúde ao Manel D´Novas.

A Change!


Depois de uns dias de férias é tempo para "changes".
Quero mais energia e luz sobre o Son e sobre Santiagu!
Desejo o melhor para todos até o fim do ano.

Vamos a isso!

quinta-feira, setembro 06, 2007

É INCONSTITUCIONAL!



1. A largura de Banda que a Telecom nos dá
2. A condição das estradas da Praia - Capital
3. O nivel do noticiário da TEVEC
4. O preço das passagens da TACV
5. Mais um ano sem chuva

Publique-se!

Nexu e Pós Globalização

Já estou no Pós Global...

Os dias de hoje são teleguiados pelo conceito de "labels".
Por exemplo, hoje tudo é globalização. Fica pouco chic não se fazer a tal frase em que a palavra "global" não aparece. Tem que que estar/constar.
Hoje, resolvi criar uma patente nova. É o Pós Globalização.
Não sabendo como definir a palavra, criei um video pós global, para ser solidário a textos como
este, mais este, e mais este.
Enfim, creio que paira um non-sense tipo pós global no ar.

Homenagem a Pavaroti!

"I think a life in music is a life beautifully spent and this is what I have devoted my life to". Luciano Pavarotti


Pavaroti morreu esta manhã.
Praia FM, Rádio Nacional, Rádio Ponta d´Agu, Criola FM, Rádio Comercial, todas as rádios vão fazer uma programação especial em homenagem a esta voz.
É que Pavaroti existe.
Leia mais em cnn.com

quarta-feira, setembro 05, 2007

Quebrar tudo é um acto de cultura?


Vidros de uma paragem de autocarro, próxima da Federação Cabo Verdiana de Futebol continuam há mais de 2 semanas à espera de JUSTICE".
Nós que somos pela democracia e pelos direitos humanos deixamos o responsável e os vidros na santa paz.
Quardo ainda na memória uma placa que vi colocada num abrigo do género em Boulder, Colorado. Dizia mais ou menos isso:
"Quem danificar esta infraestrutura pública pagará uma multa equivalente a 45 mil dólares".
Sim, caboverdiano, vou escrever por inteiro. QUARENTA E CINCO MIL DOLARES.

Arco Iris Ilheu!

A Wikipedia define assim Arco Íris...


"Um arco-íris (também chamado arco-celeste, arco-da-aliança, arco-da-chuva ou arco-da-velha) é um fenômeno óptico e meteorológico que separa a luz do sol em seu espectro (aproximadamente) contínuo quando o sol brilha sobre gotas de chuva. Ele é um arco multicolorido com o vermelho no seu exterior e o violeta em seu interior; a seqüência completa é vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil (ou indigo) e violeta. Veja também o artigo sobre as cores para informações sobre o espectro de cores do arco-íris.
Para ajudar a lembrar a sequência de cores do arco-íris, usa-se a mnemónica: «Vermelho lá vai violeta», em que l,a,v,a,i representam a sequência laranja, amarelo, verde, azul, indigo.

O efeito do arco-íris pode ser observado sempre que existir gotas de água no ar e a luz do sol estiver brilhando acima do observador em uma baixa altitude ou ângulo. O mais espetacular arco-íris aparece quando metade do céu ainda está escuro com nuvens de chuva e o observador está em um local com céu claro. Outro local comum para vermos o arco-íris é perto de cachoeiras."

Tudo isso foi visto da minha janela há dias.
Privilegio!

Tó e Samira!

Nôs amizadi ê doci...

Duas grandes vozes numa belissima musica.

Tó e Samira desafiam a amizade cada vez que cantam este tema.

A canção fica ainda melhor ao vivo.

Um mar de sucesso aos dois.