terça-feira, outubro 31, 2006

Fragmentos - A visão de Ricardo!

Posted by with 4 comments


"O disco reflecte, de certa forma, a minha visão sobre Cabo Verde. A partir do momento em que os temas foram feitos aqui, eles assumem essa atmosfera de mar que modela as pessoas e as vidas destas ilhas. No entanto, há um tema, onde isso é bem evidente: “Morna Brasileira”. É uma morna bem à minha maneira, bem ao estilo da mensagem deste trabalho: repleta de fragmentos. Eu não podia deixar esta terra de fora do meu trabalho. O piano-solo transmite realmente essa tranquilidade, paz, vontade de viver e de força que Cabo Verde me dá."

Em Asemana on line.


Deixo aqui a lírica da Morna Brasileira, criação de Vera e música de Ricardo.

Di tantu n´fla
Bo e di meu
Korason tchiga-n
Pertu di seu…n´fika
Más pa Deus, ki pa bó
Na nh´alma

Di fladu ma fla
Ken ki fla
Boka mundu bira más pa mi
Ki pa bó
Na un sonhu di ses ka di meu

Lua bota ses inkantu pa sol
N´pidi Deus pa bó
N´reza n´reza
Lua bota
Ses inkantu pa sol
N´pidi Deus na séu
Un sonetu di amor, di amor

Santa, era nomi ku da-n
Ma mundu ka dexa-n merese-l
Bu pidi-n pa-n fika
So ku Deus y ku bó…

N´xinta, n´spera pa Deus
N´pega-u di mansinhu na mon
Deus tchiga, lua ben
Sol també, pa brinka

Deus sabe o fez quando nos mandou Ricardo.
Obrigado a Deus e claro à Vera que recebeu a grande encomenda.


Posted by Picasa

quinta-feira, outubro 26, 2006

Ricardo de Deus - A música em Fragmentos!!!

Posted by with 3 comments

Ricardo de Deus vai lançar amanhã Fragmentos.
Ontem passei noite a dentro a ouvir o disco.
Gostaria mesmo de dizer a estudar música com o disco.
Há muita “coisa” ali, muita coisa de conceptual para se perceber e entender.

Claro, isto vai ficar para cada um há medida que se vai envolvendo com as músicas, melhor, temas que constituem Fragmentos.

O que admirei neste disco é a dimensão harmonia. Desde que vi Ricardo pela primeira vez, constatei que ele me surpreende, me finta com a sua capacidade harmónica.
Isto a meu ver deve-se ao facto de Ricardo ser capaz de fragmentar a música. Ele estuda e dedica-se ao estudo. Depois ensina.
Pessoalmente, tenho para mim que este trabalho do Ricardo em disco é uma contribuição de valor para um meio como o nosso, onde a música está ainda longe de ser objecto de estudo.
É incrível, como tudo isto é mesmo assim quando ouço, por exemplo o tema Morna Brasileira. È coisa de arrepiar. Uma lírica lindíssima da Vera (que surpresa minha amiga!!!), musicada e arranjada com arte sublime do Ricardo.
Nunca, vi a Teté Alhinho melhor. Uma interpretação nota 10.

Agradeço a todos os músicos pelas suas sensibilidades que puseram em Fragmentos, sobretudo aos nossos, Ney, Duka, Houss, Teté, Peri, Ângelo e Kisó.
Houve música e parabéns Ricardo!!! Posted by Picasa

sexta-feira, outubro 20, 2006

De Lisboa!

Posted by with 1 comment

Cheguei em Lisboa...
Telefonei ao Humberto Ramos. Pessoa que fiz questão de procurar para conhecer de perto.
Além de músico e profissional sério, Humberto procura um sentido para o que faz.
A nossa conversa foi rápida. Convidou-me para assistir a um encontro que ia acontecer às 18h na Associação Caboverdiana.

Lá fui. Entre bons amigos e conhecidos estavam lá o Paló, a Celina Pereira e Zé Afonso.
Ouvi com atenção as preocupações do pessoal.
A ideia é clara. Precisa ser criada a Associação dos Artistas Caboverdianos em Portugal. Já não dá, não é mais possivel continuar da forma como tem sido. Há experiência e percurso suficientes para que este segmento rico de caboverdianos marque a diferença, mas de forma mais organizada.

Perguntaram-me sobre "como vão as coisas em Cabo Verde".
Penso que nas ilhas ainda impera a informalidade e mais do que isso a eterna marca crioula de que "eu sei, eu faço sózinho...", sem a necessidade de outros.

Falta sim em Santiago, em Cabo Verde, um ambiente de referência, aonde os artistas de forma geral vão buscar, por ali construirem, discursos comuns.
Não consigo ver contribuição com substância e que agrega valor fora desta lógica.

Enfim, deixo a minha admiração ao pessoal de Lisboa que sonha em construir espaços comuns para os seus projectos. Só espero que isto tenha eco na ilhas. Afinal, até agora tudo que foi bom para Portugal também foi Cabo Verde.

Força a todos!!!

Ontem foi dia da Cultura!

Posted by with 1 comment

"...A própria cidadania cultural foi uma das grandes conquistas da Nação, particularmente nestas três décadas de Cabo Verde soberano."

in Programa do Governo, pag. 33.

quinta-feira, outubro 19, 2006

Mantenhas di Manuel Veiga!

Posted by with 1 comment

Dipos di consigui sai di um autentico operason penti fina na aeroporto di Newark, ntevi um surpresa ki dexan contenti.

N´odja Manel Veiga.
N´flal mantenha propi ku un abraçu.
També, n´aproveita n´pidil pa nu tra es foto pan mostra mê sa ta recupera dretu.

Na dispidi ê flan pa n´fla pa tudu ribera mê sta sakedu na canela e ê ta agradeci tudu força kê recebi di Cabo Verdi.

Força Veiga, Deus ê grandi… Posted by Picasa

quarta-feira, outubro 18, 2006

Nhelas Spencer ao Vivo e Cores nos USA!!!

Posted by with No comments

Já não me lembro da última vez que o vi num concerto.
Tive a feliz oportunidade agora no Club Tropical, em Rhode Island.
Pois é, meu “parceiro” de Quarteto foi “cabeça di cartaz” na noite de domingo.

Graças ao meu excelente amigo Jacinto, fui apreciar o toque de violão do Nhelas Spencer. Sempre que vem aos states, o sobrinho, também, músico Santos Spencer quase que o “obriga” a dar alguma música para a comunidade.



Foi um concerto simples, mas que deixou a todos com vontade de ouvir mais.

Thanks, Nhelas pela noite.
O Jacinto, já o convidou para um grande show algures no próximo verão…

Enquanto isso…

…rutchutchuca tchutchu tchuca….

domingo, outubro 15, 2006

CV made in the USA

Posted by with 1 comment

Telefonei ao meu primo Zé Rui no meio da semana.
Fiquei a saber que Grace Evora ia tocar em Rhode Island na Sexta.
Ia ser um formato acústico.

O problema era como ir ao Club Tropical.
Consegui o contacto do Dick (di Anu Nobu) meu bom colega dos tempos de Finason, pelo qual tenho um carinho enorme.
Sexta feira. Ás 11 da noite estamos a caminho. O percurso foi para, claro, falarmos um pouco sobre músico. Dick está às voltas com um projecto para eternizar as músicas do Pai. Boa, man!

O Club Tropical é um espaço pequeno. Ficou ainda mais pequeno nesta noite.
A banda era de luxo. Calú (bateria), Djim Job (Baixo), César Lima (violão), Johnny Fonseca (violão), Zé Rui (cavaquinho) e Grace Evora.
A música saia alegre e o pessoal, sobretudo as criolas cantavam.
Interessante ouvir inglês nas pausas e criolo durante as musicas.
A mesma coisa que dizer que “nu ta mora li má nu sta la”.
Isto é de facto esta grande coisa que vem se chamando de “caboverdianidade”.

Pude ainda, ver e conversar com músicos que não via há já algum tempo, Calú Bana, Pulonga, Djudja e ainda com pessoas que se lembram dos tempo em que Finason trouxe o funaná para os states.

Bons tempos e boas lembranças. Posted by Picasa

Yes, Blogs make a difference!

Posted by with 1 comment


Tenho visto aqui e ali referências com um toque meio depreciativo quando se trata a “blogsfera caboverdiana”. Sobretudo o comentário de alguns anónimos.

Enquanto lá na tapadinha a conversinha é esta, deste lado surgiu-me pela frente este placar.
I got a nice smile. I want to share this with all editors da BLOGSFERA CABOVERDIANA.
Força pessoal.

Again, yes, Blogs make a difference!!! Posted by Picasa

sexta-feira, outubro 13, 2006

A proposito dos Silencios I, II, III e IV de Lantuna

Posted by with No comments

Para Matilde...

Li hoje os posts em Lantuna e nao sei porque este tema brasileiro que por acaso nunca ouvi nas nossas Fms apareceu-me num flash...

Nota: Favor clicar na imagem...

quinta-feira, outubro 12, 2006

Apesar do Anonimo Mediocre!!!

Posted by with 3 comments

Estou a esquerda de Santiagu. Muitas milhas a esquerda.
Aqui o teclado nao tem acentos. Sorry for that.
Mesmo assim vai este post para deixar este feeling "sabi ".
Ver Son di Santiagu de alem mar.
Confesso que daqui vi melhor a utilidade deste blog. E claro, de todos os outros que estao no ar.

Muita gente deste lado fala bem dos blogs que leem "down there the islands".
Fica entao esta nota a todos.

Isso tudo apesar do Anonimo mediocre que tem tentado insultar a todos e claro dando-me o trabalho de pura e simplesmente fazer o devido "cleaning" dos rastos que tem deixado.

See you all soon.

sexta-feira, outubro 06, 2006

10 Anu di Son di Virason!

Posted by with 2 comments

Caro Kaká, ontem assim por acaso, cheguei perto da estante e um impulso qualquer me levou para um livro teu.
Em Outubro de 1996, lançavas o “Son di Virason”. Entendi o impulso.

Esfolhei os textos e passei por Situason nas Ilhas, Pulitica nas Ilhas, Dimokransa, Vistu pa Magda y Mark, Na Pasu d´Azagua, enfim.

Senti mais saudades.
Deixo, assim o Son di Virason para aqueles que querem conhecer mais.

...
Son di Virason

É vivência di ténpu na si Kondison
Di passadu, prezenti y futuru

É realidadi bibu di mundu mastigadu
Na bóka di ténpu

Enfin

É vibrason fórti di alma na dizeju
konsienti di viragen
konstanti Posted by Picasa

quinta-feira, outubro 05, 2006

Hello Hello Cabo Verde (2)

Posted by with 6 comments

Faz já uma semana que fiquei a saber da notícia sobre o estado de saúde Paulino Vieira.
Tenho tentado saber mais, mas tem sido difícil.
A única coisa que parece confirmar-se é de que o estado do músico é de "cuidados sérios e muita atenção".

A todos que devem e podem ajudar com alguma coisa por favor deêm a cara.
Deste lado, fico a torcer para que tudo isto não passe de um susto. Posted by Picasa

quarta-feira, outubro 04, 2006

Cultura, Garimpo e Bastidores

Posted by with 44 comments

Faz já um tempo (1 mês?) que o Ministro da Cultura, Manuel Veiga, abriu mão da função que ocupava por razões de saúde. Se não me engano, foi das primeira coisas que ele quis deixar resolvido assim que veio a recuperação. Uma atitude responsável e entendida por todos, penso.

Há dias numa conversa com amigos de peito surgiu o tema “ porquê até agora não foi apontado o novo Ministro da Cultura”.

Queria dividir com todos as nossas apostas…

1. Porque não se achou alguém com perfil para o cargo
2. Porque ninguém ainda aceitou
3. Porque há que resolver problemas de equilíbrio nos bastidores
4. Porque a Cultura pode esperar até o próximo 2007
5. Porque Ministério da Cultura até nem precisava, afinal são apenas 11 mil contos
6. Porque também não há nenhum posicionamento da comunidade artística e cultural
7. Porque está-se à espera di benson de Bento XVI.


Pois é, surgiu até um comentário assim: Se a vaga fosse no Ministério da Justiça, ou outro qualquer, a indicação seria quase que imediata.

Restou-nos a conclusão de que a Cultura é realmente diamante. Difícil de se encontrar sobretudo em Cabo Verde. Posted by Picasa

terça-feira, outubro 03, 2006

Nhu Xinhu - Poema de NZé di Sant’ y Águ

Posted by with No comments
À memória de Nhu Xinhu, tecelão e ancião de Pombal

As mãos
enrugadas
tecem a vagarosa e calada amargura
que do rosto
sulcado de velhice
em fímbrias vegetais se transmuta
para os dias utilitários
das mulheres dos cortadores de cana de açúcar
e ilumina a castanha resplandecência
do milho e de outros frutos de Pombal


Padece a alma
- escalvada
escalavrada ribeira
alagada de pétrea mágoa
e do último suspiro
das águas e da agonia do verde-
onde o rústico coração floresce
e em silêncio amadurece

Fenece a alma
e absorta assombra
o espectro do sobrado
ensombrando o basalto nú e negro
e o humilde colmo do casebre
ajaezado e circular refúgio
em funco estigmatizado
sob a penumbra das montanhas
e do finar da esperança
quando o preto-fino
do rumor irredutível do djato
e do ébano esplendor da valentia
e da pele rebelde
da já antiga altivez dos cabelos crespos da mocidade
se perdem no preto-negro
da serena e já anciã servidão
das mãos tranquilas
e do corpo sentado
sobre os restos
e as cicatrizes do poilão

Descai o rosto
réstia apenas da ribeira crucificada
no altar do riso cúpido do morgadio
e do pelourinho
da repentina violência
das cheias de Agosto
sobre a ferida
da plenitude rubra do tempo
despojado de rancor
indiferente às mãos de Nhu Xinhu
tecendo calosas a memória
da melancolia e o fulgor da acrimónia
escorrendo da sombra cerimoniosa do casebre…

Lisboa, 22 de Junho de 2003

Fim de semana Verdi!!

Posted by with 1 comment
 
Ontem eu quis voltar às origens e sentir o cheiro da terra.
Fui à minha Assomada e dei um salto a Achada Galego.

Deu pra ver um pôr-do-sol invejável e claro o mar de "verdi" que está a transbordar as ribeiras. Posted by Picasa