Nkrê un Son más Son...

terça-feira, setembro 26, 2006

Hello Hello Cabo Verde!!!


Son di Santiagu pede a todos aqueles que gostam de Paulino Vieira, reconhecem a sua importância para a música destas ilhas, para entrarmos numa onda positiva desejando uma rápida recuperação a este homem que é um património cultural da nação crioula.

Paulo, volte logo e com "kel classe da gaita...!!! Posted by Picasa

5 comentários:

Filinto Elísio disse...

Caríssimo Ginho,

Expresso aqui a minha total solidariedade a Paulino Vieira e entro na corrente positiva em prol de sua rápida recuperação.

Paulino Vieira é um dos nossos grandes, não só como músico, mas como ser humano.

Aliado à técnica e ao virtuosismo, ele é um dos maiores compositores contemporâneos de Cabo Verde. Um músico de se tirar o chapéu. Vi-o, em grande e em profundidade, no Fesquintal de Jazz. O jamm session no 5tal da Música protagonizado por Paulino Vieira foi um dos grandes momentos artísticos que já me aconteceu.

Um abraço, como esta alma de albatroz,

Filinto

kijack disse...

Filinto.. muito bem! mas n kris akrescenta o seguinte: komo pessoa influente k bo e.. pa kargao k bo ta okupa... kital se bo tava mexe la uns puzin na governo pa oia ses ta trata esse kaso de Paulino komo um kaso de cabo verde komo um rikeza de cabo verde e kta em jogo i kom isso dal todo o apoio kel precisa pa tem um tratamento kondigno? hummmm.... ou e preciso no espera kosa piora pa no komeca ta eskreve textos bonitos i kem sabe ba ta prepara um espace kultural pa pol nome de "kualker kosa" PAULINO VIEIRA?hummmm? obrigado... !!

kiso

kijack disse...

so pa korrigi.... n kria dze KARGO... i nao kargao!! certo?....certo.

Filinto Elísio disse...

Prezadíssimo Kiso

Podes crer que venho utilizando a minha modesta "influência" para repor certas verdades e certas justiças. E o Paulino é um caso que merece toda a atenção (e respeito) das nossas autoridades culturais. O meu campo de acção não é governamental, nem oficial. De repente, senti-me mais útil solto, desburocratizado e livre, como um albatroz, pássaros das alturas. Os artistas podem (e devem) criar novas sociabilidades e associações em prol da Arte e de sua integridade. Em primeiro lugar, há que pacificar os espíritos e ter uma relação de amor e generosidade. Entre colegas e afins. O amor, mais do que a religião e outra sina, move todas as montanhas.

Estou (e tenho estado) com Paulino Vieira (e muitos outros) e não abro.

Fica dretu...

Abraços circundantes nesse aeroplano triste (como diria o grande Bob Dylan),

Filinto Elísio

Baluka Brazao disse...

Nao podia deixar de registar aqui, a minha total solidariedade para com Paulino Vieira, Uma verdadeira lenda viva da musica e da cultura cabo-verdiana. Para alem disso, um verdadeiro exemplo de humildade e de saber estar, coisa que esta a tornar-se rara no nosso mundo artistico. Espero que recupere rapidamente.
Baluka Brazao.

Follow Us @soratemplates