terça-feira, julho 04, 2006

Linhas di Pensamento - Recado di Paló

Posted by with 1 comment


Djinho Barbosa, nha amigo, colega, nha mano, pidim pam screbi uns linhas pa si blog.

Dispôs di amadureci quel ideia duranti dôs dia, m’ resolvi screbi alguns linhas di pensamento sobre vários aspectos di vida musical dês praia maria di nôs.

M’ sta contenti e impressionado cu qualidadi e quantidadi di jovens artistas qui sa ta disponta. Talvez más quantidadi qui qualidadi, má simé cusas sta tcheu.

Um bês, gravaba um disco na cabo verdi era cusa sô pa alguns. Nem tudo alguem tinha possibilidadi di baba merca ou portugal, ou mesmo frança, pa contrata músicos, pa grava e pa poi disco na rua.

A partir di más ou menos 1997/98, cu studios di gravaçon qui cumeça parci na praia, grava disco bá ta bira cada vez más fácil, ti qui hoji sta fácil ti pa dimás. Hoje em dia, cu evoluçon di equipamentos digital, softwares di computador e otus piquenos cusas, grava disco ê um cusa fácil.

E ess facilidadi ta arrasta otu cusa: má qualidadi. Tem tcheu artistas qui di ARTISTA êss tem sô quel nomi mé. Bu ta obi músicas cu letra mariado, más exatamenti cu falta di letra, cu frasis qui ca ta fazi xintido, cu uso e abuso di palavras “cretcheu”, “nha mor”, “bô” – há dias m’ obi um música qui tinha palavra “bô” ripitido más di trezi bês (m’ sta fla trezi pamó mi mé m’ fazi um música qui foi gravado pa djedjê di memezinha qui ta ripiti palavra “bô” trezi bês. Quel quim obi na rádio passam di longi… ná, dam xitada propi…)

Otus tem qui, para além di letra gaiato, tem voz gaiato. Tem quem qui ta disfarça cu quel efeito di voz di telefoni, tem quem qui ta usa quel afinador di voz na sê máximo qui ta poi voz mó voz di quess computador di filme di “fricçon” científica cheio di “defeitos especiais”, ma enfim, cada quenhi tem direito a si quinze minuto di fama. Problema ê qui às vez quel quinzi minuto di fama ta tomass cabeça e dja bu ta odjas cu atitudis menos bonito, às vez ta tchiga na falta di ruspeto pa más bedjo.

Tem també alguns minis di 16, 17, 18 anu qui sta canta e toca pa um casa família.

Sim cu senhor! Cusa sta bom!

Rapazis sta num onda di soul americano adaptado pa músicas qui ess ta toca, cuza qui ta exigi um técnica vocal qui ca ê muto fácil, não senhor.

Más m’ tem um cusa pa flâ quês mocinhos li: m’ tem stado ta obi tcheu rapazis cu tcheu potencialidadi ta canta Djavan e alguns outu artistas brasilero. Cá gó êss ta fazi queston di da show cu quêss músicas. Bom, nha opinion sobri queli ê qui, si nhôs odja dretu, nhôs sta ta perdi tempu. M’ ta atcha má nhôs divia tentaba criaba nhôs música, nhôs composiçon, pa apresentaba dispôs na concertos, espectáculos, na quintal di música ou na palácio di cultura, ou undi qui for.

Ou enton nhôs fazi sima outus colegas di nhôs qui ta panha músicas di tera ta dal outu orquestraçon, outu interpretaçon.

Más na fundo m’ sta contenti tó quim ta odja tcheu rapazis cu mininas ta enfrenta um público cu um microfoni na môn.

Nhôs continua, pa frenti ê quê caminho.

Más di zimola, nhôs toma atençon, ca nhôs dâ passo más grandi qui perna di nhôs.

Nhôs manti fixi!

Paló

Ah! Otu cusa: si nhôs mestem pa algum cusa, nhôs conta cu mi. Posted by Picasa
Reacções:

1 comentários:

kiso disse...

"GRANDE" (na tud sentido) PAlO!!! n ta subscreve na tud o k bo dze li!!! ta na kel ultimop frase: se bzot meste de mim pa kuaker kosa..n ta prei....9915093. bzot fka dret!

k.