Danae - Em Onda Intimista

12:30 da manhã Angelo Barbosa 1 Comments


Son di Santiagu foi ver Danae no Takanka Mar.
Uma artista que, com os instrumentos que tem, voz e violão, pode criar um caminho próprio. È que Danae cedo preocupa-se em cultivar estes instrumentos e a partir deles partir para a composição.
Danae veio para este concerto com uma “onda mais intimista”. Esta postura obriga a procuras várias. Um caminho que certamente vai permitir a Danae a se descobrir melhor e criar melhor ainda.

Apreveito para dar uma força à Danae, ao excelente guitarrista Miguel e ao nosso “Houss” que mais uma vez mostra a sua toda a sua versatilidade como percussionista, adaptando-se bem aos temas do repertório.

Do concerto ficou-me no entanto a reconfirmação de alguns factos.
Ambientes para audição musical é um sério problema ainda nesta cidade.
Como é possível ter-se ou criar-se “um ambiente intimista”, se a audiência comporta-se como se estivesse num desfile de modas, a conversa gritada é infinita e sobre temas dos mais estúpidos, os telemóveis soam a cada minuto e o barulho do serviço do bar impõe uma maior atenção sobre o whisky do que a própria música…

Fico a torcer para realmente termos algum dia um espaço “dedicado” para se ouvir música. Pessoalmente, acredito que isto tem e muito a ver com qualidade. Posted by Picasa

You Might Also Like

1 comments:

nella's disse...

M'ba ouvi Danae toca na Hotel Porto Grande de Mindel. Publico de vinte pessoas, gente podia spera um ambiente intimista. Infelizmente, cinco ou seis VIP de Mindelo estraga tud, fla alto, abri boca, chma d'companheiro sem respeita Danae, um show da gaita. Mas chata ainda ma ess malcriado, es é tud cantor (pa canta tud fim d'semana na MindelHotel). Educação, es btal na mar. Pa es, musica tem que ser palhaçaria ou carnaval (é normal, es ganha premios), é so grita "woyéyéyé", fazê show, bebê shots d'kel bom, dansa samba é da palma mas rijo possivel, sem tem capacidade pa imagina musica podê ser *tambem* outra coisa.